Existe diferença entre mestrado profissional e mestrado acadêmico?

Quem conclui uma graduação logo percebe que o mundo dos estudos não precisa encerrar na colação junto com o diploma. Pelo contrário, descobre que o mercado à espera reserva exigências como cada vez mais especialização ou, ainda, conhecimento diversificado, de modo que o profissional possua um diferencial para contribuir com as empresas.

diploma1No mundo após a graduação, existem duas opções: cursos lato sensu e os cursos stricto sensu. Obviamente que, quando falamos duas opções, não incluímos a opção fazer nova graduação ou simplesmente tentar um curso técnico. Para quem resolve investir na pós-graduaçao stricto sensu, o caminho pode levar ao mestrado profissional e ao mestrado acadêmico.

Pois é. Como se não bastasse haver o mestrado, ainda há duas modalidades dele que você precisa diferenciar para saber, inclusive, qual é o mais adequado caso seu objetivo de pós-graduação seja o stricto.

Mestrado profissional versus mestrado acadêmico

Como menciona a própria titulação, o mestrado profissional surgiu mediante uma demanda profissional que não fosse acadêmica. Regulamentado em 2009, segundo a Capes, “o mestrado profissional é a designação do Mestrado que enfatiza estudos e técnicas diretamente voltadas ao desempenho de um alto nível de qualificação profissional”.  Ou seja, ele capacita o indivíduo para o exercício do conhecimento prático, sendo menos teórico que o mestrado acadêmico.

Ainda de acordo com a Capes, o mestrado profissional contempla o desenvolvimento socioeconômico do país, uma vez que é um investimento em pesquisadores que poderão agregar ao potencial interno de geração, difusão e utilização de conhecimentos científicos no processo produtivo da indústria brasileira.

Enquanto isso, o mestrado acadêmico permanece voltado para o desenvolvimento da pesquisa científica, oportunizando aos mestres o ingresso na vida de docente. A propósito, é preciso enfatizar que o mestrado profissional também permite lecionar, o que, normalmente, é uma dúvida entre os interessados. (leia sobre Mestrado Semi presencial)

Para uma compreensão mais prática sobre a diferença do mestrado profissional para o acadêmico, vale salientar alguns itens propostos pela Capes.

  • avaliação e aprovação: a análise dos cursos é feita por comissões específicas compostas com participação equilibrada de docentes-doutores, profissionais e técnicos dos setores específicos
  • corpo docente: não é exigido que o corpo de professores possua título de doutorado, como ocorre no mestrado acadêmico. A qualidade poderá ser atestada por produção intelectual, produção artística e científica e por experiência profissional.
  • trabalho de conclusão: para concluir o curso, o mestrando pode apresentar dissertação ou qualquer formato, como projeto técnico, artigo, aplicativo, software, estudos de caso etc, desde que ligado à atuação profissional do curso.

Para ser mais específico digamos que a diferença entre essas duas modalidades de mestrado pode ser descrita nas palavras “teoria” e “prática”. O mestrado profissional envolve menos teoria e mais prática ao contrário do acadêmico.

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *