Curso de Medicina pelo Mundo

A formação em Medicina no Brasil tem passado por importantes reformulações com vistas a melhorar o nível profissional médico e também para atender demandas do Sistema Único de Saúde (SUS), com devida distribuição profissional pelo país.. Uma das principais medidas tomadas pelo governo federal diz respeito à duração dos cursos de medicina para os ingressos em 2015, que passa a ser de 8 anos e não mais 6 anos. A decisão implica na dedicação dos últimos dois anos de graduação ao SUS.

A ideia se assemelha, em partes, à formação de médicos ingleses, os quais também necessitam passar por um período de trainee (e mais um exame nacional) antes de obterem o diploma e poderem exercer a prática. A decisão divide opiniões de médicos e estudantes. principalmente por causa da estrutura dos hospitais em regiões mais pobres e distantes. Em contrapartida, é encara como uma solução para a humanização de profissionais que lidarão com o sistema público. 

A falta de consenso entre a classe tem levado mais pessoas, que sonham em ser médicas, a procurar opções de formação em países estrangeiros. Na hora da escolha, elas levam em consideração:

  • Método inclusivo europeu: muitos países desconhecem o método “vestibular” para entrada de estudantes em cursos superiores. No lugar disso, eles optam por seleções que levam em conta histórico escolar e exames mais pontuais;
  • Baixo investimento: por incrível que pareça, o investimento em curso de medicina no exterior pode ser mais baixo do que os custos das universidades privadas brasileiras;
  • Qualidade de ensino: cursos de medicina com excelência e com desenvolvimento de pesquisas científicas de ponta são a atração em países como EUA e Inglaterra.

Quais são as melhores faculdades de medicina do mundo

Segundo o ranking internacional QS Quacquarelli Symonds University, que analisa a qualidade de cerca de 36 cursos em universidades de todo o mundo, levando em consideração a reputação da instituição e do corpo docente, impacto científico e a opinião de estudantes, eis a lista das melhores faculdades de medicina do mundo:


1 – Universidade de Havard (EUA)

universidade-harvard

2-  Universidade de Oxford (Inglaterra)

universidade-oxford

3 – Universidade de Cambridge (Inglaterra)

universidade-cambridge
4 – Universidade Johns Hopkins (EUA)

universidade-johnshopkins
5 – Universidade de Stanford (EUA)

universidade-stanford
6 – Universidade of California, San Francisco (EUA)
7 – Universidade of California, Los Angeles (EUA)
8 – Universidade de Yale (EUA)
9 – Instituto Karolinska (Suécia)
10 – University College London (Inglaterra)

Como deu para perceber, o reino da medicina mundial se encontra nos Estados Unidos. Para fazer parte do ensino de medicina americano, primeiramente o estudante necessita se graduar em áreas que contemplem o ensino básico de biologia, química, física e matemática. Essa graduação dura, em média, quatro anos. O teste de admissão para a faculdade de Medicina,  o MCAT, avalia os conhecimentos de biologia, química, física e matemática. Após aprovado, o estudante de medicina cursa mais quatro anos, com direito a aulas teóricas, práticas em hospitais escolas em diversas especialidades. A residência dura de três a oito anos e também exige exame admissional. Para exercer a medicina, é necessário obter licença a partir de aprovação no exame de licenciamento médico.

Já na Inglaterra, o curso de medicina dura aproximadamente cinco anos. Após esse período, é exigindo que o formando em medicina passe por um programa de trainee por dois anos. No último ano do programa, o estudante pode realizar um exame semelhante ao realizado pelo Conselho Federal de Medicina no Brasil, pelo qual ele poderá obter licença de clínico geral. Só após o trainee, o estudante pode seguir para a residência que dura de três a oito anos.

Algumas opções que não estão na lista são muito procuradas por brasileiros como o curso de medicina em Cuba, o curso de medicina em Portugal e também o curso de medicina na Bolivia.

Se você observou, no ranking apareceu uma universidade da Suécia, o Karolinska. Essa é uma das maiores instituições de ensino médico da Europa, é responsável por 40% da pesquisa médico científico da Suécia. Karolinska é também responsável pelo anúncio do Prêmio Nobel de Medicina.

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *