Como é o ensino de Medicina em Cuba?

Não há como ignorar: Cuba possui excelência em atendimento médico. Mesmo com embargos, a conhecida Ilha de Fidel possui índices de qualidade de vida bastante altos em comparação a outros países do continente americano que abrigam indústrias farmacêuticas. As expectativas de vida para homens é de 76 anos, e para as mulheres é de 81, consideradas a melhor da América. Enquanto isso, a mortalidade infantil também é a menor: 4,8 mortes, contra 12 no Brasil e 6 nos EUA.

Ao lado da educação, a saúde é uma bandeira de desenvolvimento do governo cubano. O sistema de saúde do país tem sido reestruturado ao longo dos últimos anos, levando em frente um conceito de medicina natural e tradicional. O resultado disso é uma medicina focada na saúde preventiva e com o caráter mais humanista.

escolamedicinacuba

O ensino de medicina em Cuba é realizado em 25 universidades públicas e na Escola LatinoAmericana de Medicina (ELAM), a qual recebe estudantes estrangeiros de 117 países de todo o mundo. Desde a sua fundação, em 1998, a ELAM já formou mais de 25 mil médicos. A duração do curso de medicina na ilha é de 6 anos e em período integral. Após esse período, o estudante de medicina deve fazer especialização que dura entre três e quatro anos.

Formação médica cubana

Antes de ingressar no curso de Medicina, o estudante passa por uma etapa chamada pré-medicina. Essa etapa dura aproximadamente quatro meses, e tem por objetivo nivelar os conhecimentos básicos do ensino médio. Nos primeiros anos de Medicina, o estudante tem acesso a disciplinas de ciências biomédicas, ciências sociais, morfofisiologia e interdisciplinaridade etc. Paralelo a isso, ele é levado a visitar postos de saúde durante um ano para aprender mais sobre atenção básica.

Nos anos seguintes, há aulas de anatomia patológica, genética médica, microbiologia e outras matérias. No terceiro ano, o estudante de medicina já entra em contato com pacientes realizando pequenos procedimentos médicos. O sexto ano do curso de medicina é realizado em internatos, onde o estudante passa pelas principais áreas de saúde de um hospital. Para exercer a prática médica, o formado necessita ser aprovado pelo Exame Estatal Externo Nacional, um exame composto de teoria e prática.

A formação profissional médica em Cuba é voltada para a saúde da família, com experiência em clínica geral e conhecimento técnico em pediatria, obstetrícia, ginecologia e pequenas cirurgias. É uma formação médica um pouco diferente daquela desenvolvida no Brasil, especialmente porque esse possui uma melhor estrutura na realização de exames e cirurgias.

+ Leia sobre: Medicina em Portugal

Como ingressar no curso de Medicina em Cuba

Todos os anos, o governo cubano fornece bolsas a brasileiros interessados em seus cursos de Medicina. Para obter uma, é necessário contar com uma ajuda um pouco diferente: é necessário ter, no máximo, 25 anos e estar vinculado a um partido político (geralmente, PT ou PCdoB) ou a movimentos sociais. São eles que indicam os candidatos à Embaixada de Cuba no Brasil, onde o pretenso estudante é submetido a teste psicotécnico, prova de conhecimentos gerais e a uma entrevista.

escolamedicinacuba

O candidato admitido no ELAM estuda de graça, tem moradia no campus e direito a refeições diárias.

Quanto custa cursar medicina em cuba:

É possível estudar na ELAM (Escola Latino-Americana de Medicina) sem fazer vestibular e sem pagar nada por isso – e ainda recebe um pequeno auxílio financeiro do governo cubano.

Há uma pré-seleção de caráter político para se ingressar num curso de medicina em Cuba. A indicação é feita diretamente à Embaixada Cubana no Brasil, que aplica a prova de conhecimentos gerais, analisa o currículo do candidato e o entrevista.

medicinacuba6

Os pré-requisitos são:

  • Ter no máximo 25 anos no momento de iniciar o processo seletivo;
  • Ter concluído o ensino médio (ou equivalente), com obrigatoriedade das matérias de Biologia, Física e Química em todos os anos;
  • Ter estudado todo o período escolar em escola pública;
  • Ter no mínimo 2 anos de filiação partidária e apresentar carta de recomendação de instância partidária. Não se trata de recomendação de um membro da instância, mas sim aprovada em reunião da instância partidária.

O diploma de medicina cubano não é validado automaticamente pelo governo brasileiro. É preciso participar do processo Revalide, que revalida diplomas estrangeiros de todas as profissões no Brasil.

Uma outra opção muito utilizada por brasileiros e fazer o curso de medicina na Bolívia, já falamos aqui sobre se vale a pena fazer o curso de medicina na Bolívia.

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *