Vale a pena fazer Medicina na Bolívia?

Estudantes brasileiros migram para país vizinho em busca do sonhado diploma de medicina. Se você leu essa frase e pensou “Cuba”, errou feio. Bolívia tem sido uma opção a mais para quem planeja ingressar no curso de medicina e garantir o diploma de médico.

medicinaboliviaEsse processo é caracterizado pela grande dificuldade em ser aprovado nas universidades públicas do Brasil e pelo alto preço das mensalidades das instituições privadas de ensino superior. Os cursos de medicina da Bolívia atraem brasileiros pela ausência de vestibular e pelo grande número de ofertas de vagas. Aliado a isso, o país boliviano tem custo de vida inferior ao nosso, despertando interesse especial por estudantes que moram nos estados brasileiros próximos, como Acre, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Segundo o Censo do Ministério da Educação, o contingente de brasileiros estudantes de medicina na Bolívia chegou a 23% do número de brasileiros matriculados na graduação no Brasil, em 2013.

Onde estudar Medicina na Bolívia?

Exemplos de universidades que recebem bastante brasileiros na Bolívia são: a Universidad Cristiana de Bolívia (Ucebol), a Universidad Nacional Ecológica (UNE), e a Universidade de Aquino (Udabol). Essas universidades ficam localizadas na cidade Santa Cruz de La Sierra, a mais desenvolvida e populosa da Bolívia. Para quem já fez alguma graduação no Brasil, a Udabol permite a convalidação de matérias, facilitando o término do curso de medicina em menos tempo. Basta apresentar histórico escolar e declaração da universidade de que as ementas foram cursadas e concluídas.

Para um curso de medicina na Bolívia, que dura cerca de cinco anos, o estudante desembolsa entre R$ 10.500,00 e R$ 22 mil. Agora, imagine esse valor mais caro sendo pago em apenas um semestre de faculdade privada brasileira.

medicinabolivia2

 

O valor da mensalidade da Udabol é de U$ 150, já da Ucebol gira em torno de U$ 130. As duas universidades possuem hospital escola. (leia nosso artigo sobre Medicina na Argentina)

Vantagens de estudar medicina na Bolívia

  • Como já foi falado, o preço do curso de medicina é o que mais faz brilharem os olhos de quem deseja ter o diploma de médico.
  • Embora o português não seja língua oficial do país, o espanhol é encarado como uma língua mais acessível a quem opta pelo ensino no exterior.
  • Bolívia possui um custo de vida bem baixo. Portanto, se você tem pouco dinheiro para se manter, consegue ter uma vida confortável. Mas se você tiver mais recursos, pode ter uma vida melhor do que no Brasil.
  • Tanto para entrar na faculdade quanto para se formar, os trâmites de documentação são fáceis. Há consulado brasileiro nas principais cidades, o que facilita caso haja qualquer problema de visto, por exemplo.

Desvantagens de estudar medicina na Bolívia

  • O acesso à internet na Bolívia ainda é precário. Conexão lenta e considerada cara, se comparada ao Brasil.
  • Ironicamente, o país que atrai pessoas para estudar medicina é o mesmo que possui sistema de saúde excludente e com poucos recursos humanos.
  • Baixo índice de validação de diploma no Brasil. Em 2012, apenas 2,1% dos formados em medicina na Bolívia foram aprovados no exame federal de validação, o Revalida.
  • A facilidade de entrada na faculdade de medicina não é somente para brasileiros. Aliado a isso, os exames durante o curso são considerados deficientes, o que colabora para formação de maus profissionais.
  • Distância da família é considerada uma das maiores problemáticas enfrentadas por quem decide fazer medicina em outro país.

Custo de vida na Bolívia:

Os alugueis custam em média R$:500 a R$:800 reais um kitnet, e entre R$700 a R$1.000 reais um apartamento convencional. O transporte público tem o valor referente a R$:0,70 cada passagem. Um almoço com carnes, legumes, carboidratos e um suco ou refrigerante custa em média R$:12,00. Saiba quanto custa uma faculdade de medicina.

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *