Como driblar a preguiça na hora estudar

Do excesso de informações às diferentes de opções de diversão, estudar encontra muitos empecilhos. Mas um dos mais intransponíveis é exatamente a preguiça, que encontra na falta de concentração, a desculpa certa para adiar o momento da revisão de conteúdo. Como solução, por exemplo, você passa a prometer a si mesmo: depois do almoço, eu estudo. Até que surge a preguicinha natural pós almoço e os livros e cadernos se tornam personagens do sonho da sesta.

Você acorda, e decide que um banho vai ajudar a afastar a procrastinação. E, de fato, o banho afasta a procrastinação de outros afazeres menos a preguiça de estudar. É que após o banho você checou a sua conta no Facebook, no Twitter, no Instagram, e viu que o mundo lá fora é muito mais sedutor que esse dos livros e apontamentos. Mas, em vez de sair para se divertir, você perde quase meia hora atualizando feeds e percebe que o problema é com você. Afinal, vamos concordar: tudo sempre pode ser muito mais prazeroso que estudar, mas é o policiamento e a sua consciência quanto à responsabilidade que vai colocar você na linha dos estudos.

Como forma de focar mais nos estudos?

É hora dos macetes para botar a preguiça para correr!

atividadefisica

 

1 – Faça atividade física diariamente: não precisa pagar academia se você não quiser. A ideia aqui é uma atividade aeróbica mesmo, como caminhada, corrida ou natação, que desperte seus músculos e revitalize a sua energia para viver. Você pode praticar uma dessas atividades de 30 minutos a 1 hora por dia, elas vão liberar endorfina, neurotransmissor responsável por aquela sensaçãozinha de bem-estar que afasta a preguiça de vez!

alimentacao

2 – Mantenha-se alimentado: a tentação por algo saboroso pode tirar seu foco do conteúdo de estudos para a comida. Portanto, antes de sentar à mesa e abrir os livros, prepare um lanche saudável e prático para que também não role uma má digestão depois. Se você é uma pessoa ansiosa e tem o hábito de beliscar comidas, coloque frutas também ao seu lado, além de água.

dormir

3 – Dormir: sim, por incrível que pareça, dormir não é sinônimo de preguiça. Portanto, preze por uma rotina de estudos que permita você dormir cedo para acordar cedo. Se os bocejos surgirem durante os estudos, isso pode significar que seu corpo não está descansando tanto quanto deve.

planejamento

4 – Planeje seus estudos: poucas pessoas planejam a sua rotina de estudos. Resultado: conteúdos se tornam mais maçantes do que realmente são, conteúdos mais fáceis recebem pouca ou nenhuma prioridade, e a sua mente pede socorro ao corpo. Para evitar a tentação da preguiça e também o cansaço, a dica é que você divida seus turnos em conteúdos que tenham começo e fim. Nada de deixar para continuar estudando tal assunto depois.

mesaorganizada

5 – Organize sua mesa: desânimo também gera preguiça. E tem coisa mais desanimadora do que tudo à vista estar bagunçado? Sim, há a possibilidade de você ser o tipo de pessoa que se encontra mais na bagunça do que na organização, por que não? Mas neurocientistas afirmam que o cérebro tende a espelhar o ambiente externo, tornando a concentração um caos e exterminando qualquer nível de motivação. Por isso que tal se, em vez de bagunçada, a sua mesa for o ninho de criatividade? Isso não é tão difícil de se fazer, basta voltar os livros já estudados para o seu devido lugar, e deixar pelo caminho somente aqueles que serão necessário de imediato. Mas, por favor, não apenas tire o acúmulo de material, tire também o acúmulo de sujeira. A sua mente e sua respiração agradecem.

 

 

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *