Como construir um currículo impecável

Se a máxima “a primeira impressão é a que fica” é verdade, então, a sua primeira impressão profissional ainda não é a entrevista, mas o currículo. Consultores de recrutamento costumam afirmar que não basta o candidato estar dentro do perfil da vaga, se transmite uma péssima imagem ao apresentar um currículo ruim. Ou seja, toda experiência e formação profissional de um candidato pode ir por água abaixo caso o currículo não seja o reflexo de um forte candidato.

Então, vamos às dicas!

Qual o formato de um bom currículo

Número de páginas – você está em uma seleção, portanto, há vários concorrentes. O ideal é que você seja claro e objetivo em até duas páginas. Um bom macete é usar a primeira página para fazer um resumo do seu histórico profissional, e a segunda página para descreer aquilo que foi mais importante ao longo da sua carreira.

Fontes – novamente: aparência é tudo, inclusive, no documento que representa seu currículo. Opte por um documento sóbrio e sem variação de fontes, tamanhos e formatação. O Arial ou Times New Roman 12 ainda são os ideais para quem deseja fácil leitura de seu texto.

Fotos – esse é um item que gera bastante controvérsia entre recrutadores e candidatos. Mas vale o bom senso. A primeira triagem da seleção é sobre experiências e habilidades, dessa forma, é indicado anexar foto no currículo somente no caso de haver exigência.

currículo-mundo-graduandoQuais informações deve ter um currículo

Agora que já falamos sobre o formato do seu histórico profissional, pensemos sobre o tipo de informação que deve conter um currículo impecável.

Dados pessoais – pense como o recrutador: “quais dados ele vai precisar para saber quem eu sou e como entrar em contato comigo?”. Nome, idade, estado civil, endereço, telefone e e-mail são o necessário de imediato. Dados como RG, CPF, CIC são para etapas posteriores de contratação.

Objetivo – qual cargo e qual sua área de interesse na empresa/projeto? Seja direto.

Formação – neste item, você insere seus cursos de ensino superior, especializações, em ordem do mais recente até o primeiro. Coloque, respectivamente, o período de início e de término, além dos nomes das instituições de ensino.

Experiência – saliente os cargos mais recentes e importantes do seu histórico profissional, com devidas datas de início e saída. Sintetize, em cada item, a sua importância para a empresa. Você pode aproveitar para mencionar projetos que participou ou liderou. O importante é que aqui você elenque os últimos dez anos da sua vida profissional.

empregoprocurando

Idiomas e cursos – mencione idiomas que você conhece tecnicamente, informando, inclusive, o nível de conhecimento. Adicione cursos de curta duração que tem agregador valor ao seu perfil profissional.

Assim que seu currículo estiver organizado, reveja-o e garanta que não esteja faltando nada. Caso você tenha experiências internacionais ou participou de projetos de voluntariado, insira. Isso conta pontos para avaliação. Analise também o português.

Até aqui, já mostramos formatos e informações que seu currículo deve conter para que seja o seu melhor histórico profissional, mas vale também comentar o que ele não deve ter para que seja impecável. Mas isso é bem fácil, convenhamos. A competição por uma vaga pode levar candidatos a uma autopromoção exagerada ao ponto de destacar mentiras. “Não importa quão inocente possa parecer, a mentira desfaz a credibilidade do candidato e pode gerar até um colapso permanente da confiança”, lembra a consultora de RH da Asap, Juliana Nunes.

Por isso, em vez de promover mentiras que serão descobertas logo mais no seu mercado, foque nas suas habilidades. São elas que lhe darão a vaga e farão com que você seja um profissional de referência na empresa.

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *