Como Funciona um Intercâmbio?

Já pensou em adquirir uma nova experiência de vida através do estudo ou trabalho em uma cultura totalmente diferente da sua? Há vinte anos atrás o intercâmbio, majoritariamente estudantil, era a grande aposta de quem queria viver essa experiência. O problema é que a oportunidade ficava restrita a quem dispunha de muito dinheiro para pagá-la. Hoje, no entanto, o processo está bem mais democrático e acessível a todos, basta entender como funciona intercâmbio e quando essa é a melhor solução para os anseios de vida que cada um tem.

O primeiro passo para sair em um intercâmbio é definir qual é seu objetivo com a viagem. Você pretende estudar uma nova língua – ou já domina esse quesito e quer juntar uma graninha? Existem intercâmbios de trabalho e de estudo e, em alguns casos, dá para fazer os dois. Mas ter em mente o que realmente se quer da experiência pode te ajudar a escolher com mais propriedade o melhor destino.

 

A partir dessa definição vem a escolha do local. Em que país você quer estar?

intercambio2Pesquisar um pouco de cada uma das suas principais opções vai te dar um horizonte melhor definido, já que cada país tem exige uma estrutura econômica diferente. Ir para os Estados Unidos, por exemplo, pode sair mais em conta do que ir para a Inglaterra, porque as moedas são diferentes e valorizadas de forma também diferentes. Por isso, se o intuito for apenas estudar inglês, é bom pensar com parcimônia em qual destino lhe trará o melhor custo benefício.

Dá para decidir todos os detalhes de um intercâmbio por conta própria, mas a verdade é que isso dá um trabalhão – principalmente se o país de destino necessitar de visto e muita burocracia. Por isso, após escolher um destino e um objetivo, o mais indicado a partir daí é procurar uma agência de intercâmbio que vai te auxiliar a separar documentações, comprar passagens, escolher estadia e fazer os pagamentos de acordo com o tempo em que você vai estar fora. Além disso, é a agência que vai te dar todo o apoio no Brasil enquanto você estiver viajando, o que já dá uma certa tranquilidade, principalmente para os intercambistas de primeira viagem.

Aliás, é bom lembrar que não existe idade mínima para fazer intercâmbio; contudo, se o intercambista for menor de idade, os pais precisam participar de todo o processo e autorizar cada detalhe da viagem.

Leia sobre: Intercâmbio Estudantil

Tipos de cursos no intercâmbio:

High School: É destinado a estudantes de 14 a 18 anos e dura de 6 a 12 meses. Nesse período, o aluno frequenta o ensino médio regular do país e fica sob a responsabilidade de uma família do país escolhido para fazer o curso.

Graduação: Pode ser realizada integralmente no exterior, desde que o candidato tenha sido aprovado pela instituição e domine o idioma local. Em certos países, é possível morar em residências universitárias. (Aproveite e leia nosso post sobre graduação em medicina na Argentina)

Extensão: É voltada para quem cursa graduação no Brasil, mas quer passar um tempo numa universidade estrangeira. O processo de intercâmbio é semelhante ao de graduação e dura de 3 meses a 2 anos.

Cursos de Idioma: Os programas são bastante variados e podem durar de 1 semana a 6 messes. Os estudantes ficam hospedados em casas de famílias cadastradas ou em residências estudantis.

Pós graduação: O candidato pode inscrever-se diretamente no processo seletivo da universidade desejada. Para ingressar no curso, é preciso ter diploma de nível superior, certificado de fluência no idioma e um projeto de pesquisa na área em questão.

Cidades mais procuradas por brasileiros para fazer intercâmbio:

paises-intercambio

Quando o intercâmbio já está em curso, o estudante ou trabalhador que estiver fora deve se responsabilizar por seus atos no país de destino e respeitar as leis vigentes no local. A dica é não fazer nada que você não faria caso estivesse no seu próprio país, para evitar dores de cabeça e até uma extradição (caso você descumpra as leis do país de destino, poderá ser mandado de volta para casa sem a menor cerimônia).

Se você tem vontade de fazer um intercâmbio, não perca mais tempo: defina um objetivo, pesquise destinos e procure uma agência que te ajude a realizar esse sonho com mais facilidade. Não há nada mais instrutivo na vida do que ter novas experiências em culturas diferentes da nossa.

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *