Como funciona o Ciências Sem Fronteiras

O MEC vem criando vários programas para que os brasileiros tenham um melhor desenvolvimento e consigam estar a frente, principalmente em relação a conhecimento. Afinal de contas para se tornar um bom profissional, é necessário ter bastante conhecimento para ter melhores possibilidades dentro do mercado de trabalho. Um exemplo desses programas é o  Ciências Sem Fronteiras, que visa atender as necessidades dos brasileiros, garantindo que todos tenham a possibilidade de adquirir conhecimento de qualidade, assim como participar de programas e incentivos para o melhor desenvolvimento de seus projetos.

cienciafronteira2

Qual o objetivo do Ciências Sem Fronteiras

A principal finalidade do programa, é permitir que todos os alunos tenham a possibilidade de participar de cursos e programas em outros países, sendo uma forma de facilitar a locomoção dos alunos, permitindo que esses também tenham a possibilidade de viajar com benefícios oferecidos pelo próprio programa. Mas esse programa é bastante competitivo, pois o mesmo funciona através de bolsas que são oferecidas através do programa e, consequentemente, não são todos os alunos que têm a possibilidade de adquirir uma bolsa, até mesmo porque o processo seletivo é bastante concorrido, o que por sua vez acaba sendo um fator muito interessante.

Outro ponto de suma importância que os alunos devem levar em consideração, é que a instituição ainda não oferece suporte para todas as área de formação, justamente por isso tomar os devidos cuidados com sua área e na escolha da mesma, acaba de suma importância para garantir a sua participação junto ao Ciência sem Fronteiras.

Aqui, a lista de áreas que são beneficiadas pelo Ciências sem Fronteiras: Engenharias, Biologia, Ciências biomédicas e da Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências da Computação e Tecnologias da Informação, Tecnologia Aeroespacial, Biotecnologia, Nanotecnologia, Fármacos, Produção Agrícola Sustentável, Energias renováveis, Petróleo, Gás e Carvão Mineral, Tecnologia Mineral, Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais, Biodiversidade e Bioprospecção, Ciências do Mar, Indústria Criativa.

Quem pode participar do Ciências Sem Fronteiras

O Ciências Sem Fronteiras é um programa reconhecido mundialmente como exemplo de estímulo à educação, ao conhecimento. Com a meta inicial de atender 101 mil estudantes brasileiros no exterior, em 4 anos, o programa se tornou um objetivo para a maioria dos universitários.

As principais opções de bolsas do Ciências Sem Fronteiras são graduação-sanduíche, doutorado-sanduíche, doutorado pleno, pós-doutorado e treinamento ou estágio de especialista em empresa no exterior.

As oportunidades de participar do Ciências Sem Fronteiras são direcionadas para alunos de graduação, pós-graduação, e cursos tecnólogos. O estudante pode ser tanto de instituição pública quanto de instituição particular, desde que essas tenham aderido ao programa. Outro critério adotado, que é de suma importância, é desempenho no Exame Nacional de Ensino Médio; além de ter concluído o mínimo de 20% e o máximo de 90% do curso.

Os estudantes de doutorado, no entanto, precisam primeiramente ser aceitos nas instituições de ensino no exterior para poderem concorrer a uma bolsa do CSF.

Site do programa: http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *