Como Fazer uma carta de apresentação para o Intercâmbio

Quer tentar estudar em outro país? Prepare-se: você vai ter que fazer uma carta de apresentação para intercâmbio, descrevendo suas motivações e pretensões acadêmicas, para que seja aceito em alguma escola ou universidade ao redor do mundo.

Mas não se assuste: esse procedimento é comum e fácil de cumprir. Assim como muitas empresas brasileiras pedem cartas de apresentação antes de contratar funcionários, as escolas e universidades estrangeiras (além das empresas gringas, claro) pedem que o potencial estudante se apresente por meio de uma carta. Isso mostra aos entrevistadores se a pessoa que está se apresentando compartilha dos mesmos valores e objetivos da escola na qual está tentando ingressar.

A construção da carta de apresentação para intercâmbio não tem mistério, principalmente porque cada processo de seleção tem seus objetivos específicos e procuram perfis específicos – ou seja, não tem como, simplesmente, tentar ser uma persona diferente na carta que te apresenta, simplesmente porque você não sabe exatamente o que estão procurando.

Dito isso, veja algumas dicas de como construir sua carta para escolas, universidades ou empresas estrangeiras antes de sair em viagem:

– Seja autêntico, pois nada será mais importante do que sua honestidade durante esse processo. Não é mentindo na carta de apresentação que você vai conseguir bons resultados. A vaga, no fim, pode até ser sua – mas se sua carta não condizer exatamente com sua personalidade, existem grandes chances de você ficar um tanto quanto infeliz no novo destino.

– Falar que seu “maior defeito é o perfeccionismo” já está bem batido, certo? Fuja dos lugares comuns, das citações que possam te fazer parecer mais instruído e, principalmente, de coisas como essa frase de cima, que não dizem absolutamente nada – mesmo porque perfeccionismo não é defeito.

Se você é uma pessoa desorganizada com horários, por exemplo, não precisa expor da maneira mais grossa, como “minha vida é uma bagunça”, mas o defeito pode ser “tenho dificuldade em lidar com horários muito rígidos”. Isso mostra honestidade quanto a um problema e pode até fazer com que a escola ou empresa faça concessões quanto a isso, caso queira te ter como parte dela.

– Cartas de apresentação não podem ser longas. Lembre-se que as pessoas que lerão sua carta estão vendo milhares de outras, então seja o mais objetivo possível. A dica é focar no que realmente interessa e deixar para discorrer o quanto você é legal e amável em outra oportunidade, como uma entrevista presencial. Na carta, coloque exatamente o que o leitor precisa saber sobre você, e nada mais do que isso.

– Precisa fazer essa carta em outro idioma? Peça ajuda a quem realmente entende dele, caso você não seja fluente. Corretor online jamais! Muitas construções em português ficam distorcidas ou completamente sem sentido em inglês, e isso pode te trazer diversos problemas. Caso realmente não tenha fluência nenhuma na língua em que a carta será escrita, corra atrás de ajudas “reais” para esse problema.

Seguindo essas dicas, sua carta de apresentação para intercâmbio ficará à altura do seu interesse!

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *